148ª Alguém terá de Morrer

Ao reler este fantástico texto de Luiz Francisco Rebello, cena após cena, ato após ato, o espectador caminha para uma reflexão da existência, do sacrifício e do amor, valores em carência extrema [...]

68ª NO LIMIAR DA LOUCURA

No princípio foi apenas O Escurial. Um dia o Eduardo Luíz entregou-me um texto e desafiou-me a encená-lo. Eram texto e autor desconhecidos para mim. O Escurial de Michel de Ghelderode. Desde logo [...]