O Dragão Atchim
de José Jorge Letria

Temporada artística

1994

Em exibição

março 1994
Teatro Municipal Baltazar Dias

Classificação etária

Maiores de 3 anos

Duração

50 minutos
(aproximadamente)

Encenação
Eduardo Luíz

INTÉRPRETES

Mavélia da Guia
Duarte Rodrigues
Miguel Viera
Élvio Camacho
Maria Sílvia

Figuração:
Cristina Loja

Ficha Artística e Técnica

O Dragão Atchim | com base nos textos de José Jorge Letria O Ladrão do Tempo e Cavaleiro Pimenta contra o Dragão Atchim
Adaptação, Encenação e Direcção Artística | Eduardo Luíz
Assistência de Encenação | Duarte Rodrigues
Direcção de Cena e Contra-regra Geral | Cristina Loja
Cenografia e Figurinos | Raúl Pestana
Carpintaria | Sérgio Rodrigues
Ajudantes de Montagem | Humberto Andrade, Júlio Freitas e Nélio Vieira
Idealização e Concepção da Cabeça do Dragão | Raúl Pestana
Execução de Guarda-roupa | Julieta Rodrigues
Ajudantes de Costura | Ilda Vieira, Mavélia da Guia, Mirita Coelho e Teresa Pimpão.
Cartaz, Capa de Programa e Diagramação | Raúl Pestana
Adereços | Cristina Loja
Execução de Adereços | Cristina Loja, Élvio Camacho e Raúl Pestana
Luminotecnia | Hélder Martins
Assistentes das Canções | José Jorge Letria e Ester Vieira
Música e Direcção Musical | Ricardo Gonçalves
Vozes | Ester Vieira, Mário Bettencourt, Miguel Vieira e Ricardo Gonçalves
Gravação e Sonorização | Henrique Vieira
Assistente de Produção | Pedro Cabrita
Produção | Teatro Experimental do Funchal

Texto do Encenador

Meus amigos, continuando a querer “criar um grande e durável amor pelo teatro” como diz o autor dos dois textos que serviram de base a esta história, nós vimos novamente falar convosco, fazer acontecer Teatro.
Num reino, onde o Tempo sob o efeito da magia perde o juízo, complicando ainda mais o perigo que se instala na Terra de Pólen, de repente posta à mercê de um dragão, que os habitantes do referido reino apelidaram de “Atchim”, tudo pode ficar irremediavelmente perdido se não houver uma ideia inteligente, que possa como em todos os contos mágicos, fazer acabar em bem o que de mal continuaria a existir…
De todos nós um grande abraço e um beijo.

Start typing and press Enter to search

Produção 53 do Teatro Experimental do FunchalProdução 46 do Teatro Experimental do Funchal