A Farsa do Advogado Pedro Pantaleão
de anónimo francês do séc. XV

Temporada artística

1989

Em exibição

1989
Teatro Municipal Baltazar Dias

Classificação etária

Maiores de 12 anos

Duração

1 Hora (aproximadamente)

Encenação
Eduardo Luíz

INTÉRPRETES E PERSONAGENS

António Plácido | Pedro Pantaleão
Miguel Vieira | Silvestre e Juíz
Sílvia Marta | Guilhermina 
Eugénio Cabral | Pastor

Ficha Artística e Técnica

A Farsa do Advogado Pedro Pantaleão | adaptação de Eduardo Luíz a partir do texto Mestre Pathelin, de anónimo do século XV
Direcção Artística | Eduardo Luíz
Direcção de Cena | Elsa Alves
Luminotecnia | Alberto Rebôlo
Guarda-roupa e Adereços | Teatro Municipal e Teatro Experimental do Funchal
Cartaz | Raúl Pestana

Sinopse

“Meus senhores o que vão ver
É farsa de vigaristas
Connosco vão aprender
Que o mundo é dos espertos
Ou dos que julgam vencer
Sem os olhos ter aberto…

Por agora meus senhores
Que a paz reine entre vós todos
Cuidado que aí vem ele
O Mestre Pantaleão.
Cuidado que a eles todos
Nem sequer se aperta a mão.”

In Prólogo de A FARSA DO ADVOGADO PEDRO PANTALEÃO

Start typing and press Enter to search

Produção 85 do Teatro Experimental do FunchalProdução 11 do Grupo Experimental de Teatro do Funchal