O Pomar de Dona Abundância
a partir de Roberto Merino

Temporada artística

2008/2009

Em exibição

Cine Teatro de Santo António
10 maio a 1 junho 2009

Centro Cultural e de Congressos do Porto Santo
4 junho 2009

Classificação etária

Maiores de 2 anos

Duração

45 minutos (aproximadamente)

Encenação
Eduardo Luíz

INTÉRPRETES E PERSONAGENS

Ana Graça | Joana
Magda Paixão | Inês
Mário Rodrigues | Pedro
Paula Erra | Dona Abundância

Ficha Artística e Técnica

Dramaturgo | Roberto Merino
Encenação e Dramaturgia* | Eduardo Luíz
Música Original e Orquestração| Miguel Moreira
Desenho de Luz | Hélder Martins
Direcção de Cena e Contra-Regra | Cristina Loja e Avelina Macedo
Letras das Canções | Roberto Merino e Magda Paixão
Canção Final Cavalinho Branco | Criação Colectiva
Figurinos**, Adereços e Dispositivo Cénico | Cristina Loja e Helena Gomes***
Caracterização | Helena Gomes
Operação de Luz | Hélder Martins
Operação de Som | Cristina Loja
Apoio Geral | Avelina Macedo
Sonoplastia e Montagem de Som | Henrique Vieira e Eduardo Luíz
Montagem de Luz | António Freitas e Hélder Martins
Design Gráfico | Dupla DP|Novos Conceitos de Comunicação e Publicidade, Lda.
Frente de Casa e Bilheteira | Patrícia Perneta e Élvio Camacho

*A Versão Cénica deste espectáculo foi feita a partir da peça original de Roberto Merino As Maçãs de D. Abúndio, esta última baseada na ideia de J. Curilem.

** Utilização/adaptação de figurinos e adereços, de anteriores produções do TEF.

*** Aluna Finalista do Curso Profissional Artes do Espectáculo – Interpretação, do Conservatório – Escola Profissional das Artes da Madeira, Eng.º Luíz Peter Clode, em Estágio Profissional no TEF.

Texto do Encenador

O Meu Aplauso

«Inês: Usaremos o nosso engenho
E as maçãs teremos por fim
Para dá-las a todos vocês
E fazermos um grande festim…»*
Roberto Merino

Queridos amigos do teatro, é por vocês, que nos têm acompanhado nesta aventura, que voltamos à cena nesta data para vos agradecer esta nossa cumplicidade ao longo de muitos anos, onde, vocês no palco e nós na plateia, fomos construindo tanta fantasia bonita.
Espero que o Teatro continue a ser um espaço onde vocês marquem sempre a vossa presença, seja de um lado ou do outro, tal como alguns meninos e meninas que, hoje homens e mulheres, assistiram à primeira encenação do original desta peça, há quase vinte e tal anos, na nossa e vossa Companhia.
Desta vez quero dedicar este espectáculo a todos os actores, técnicos, plásticos, músicos e tantos outros profissionais que no TEF trabalharam e colaboraram para que pudéssemos apresentar sempre histórias para vocês. Com todo a apreço agradeço aos actores e actrizes, que não poderão estar desta vez convosco como a Dina Vasconcelos, a Sónia Carvalho, o Zé Ferreira, o António Ferreira e o Marco França, que com o seu trabalho também contribuíram para a existência do TEF| Companhia de Teatro.

*MERINO, Roberto, As Maçãs de D. Abúndio, Edição CMF, Funchal, S/D, p.32.

Sinopse

Esta é a história de três meninos que, cheios de fome, resolvem furtar maçãs duma mulher muito avarenta. Por esse motivo acabam envolvidos em várias peripécias até conseguirem assustar duma vez por todas a dona do pomar, a Dona Abundância, deixando-os assim com a alegria de poderem dar maçãs a todos os meninos do mundo.

Start typing and press Enter to search

Produção 114 do Teatro Experimental do FunchalProdução 111 do Teatro Experimental do Funchal