As Criadas
de Jean Genet

Temporada artística

1986

Em exibição

junho 1986
Ateneu Comercial do Funchal
Teatro Municipal Baltazar Dias

classificação etária

Maiores de 12 anos

Em exibição

1H30m
(aproximadamente)

Encenação
Fernando Heitor

INTÉRPRETES E PERSONAGENS

Lília Bernardes (do Grupo Teatro Colagem) | Clara
Ester Vieira (do Grupo de Teatro 2+1) | Solange
Bernardete Andrade (TEF) | Senhora

Ficha Artística e Técnica

As Criadas | do original Les Bonnes de Jean Genet
Coprodução de Teatro | TEF, Grupo de Teatro 2+1, Grupo de Teatro Colagem
Encenação | Fernando Heitor
Direcção de Actores | Eduardo Luíz
Cenografia e Figurinos | Eduardo Luíz
Guarda-roupa | Maria Edite
Cartaz | António Rodrigues

Sobre o Espetáculo

… “Sagrados ou não, estas criadas são monstros, como todos nós, quando nos imaginamos isto ou aquilo. Sem poder dizer ao certo o que é teatro, sei o que lhe recuso que seja: a descrição de gestos quotidianos vistos do exterior: vou ao teatro para me ver, em cena (restituído numa única personagem múltipla e sob a forma de conto), tal como eu não sei – ou não me atrevo – a ver-me ou a imaginar-me, e tal como eu, no entanto, sei que sou. Os comediantes têm, pois por função, endossar os gestos e os arrebiques que lhes permitirão mostrar-me a mim próprio, e de me mostrar nu, regozijante no meio da solidão.
Uma coisa deve ser dita: não se trata de um pleito sobre a sorte das criadas. Suponho que existe um sindicato dos empregados domésticos – isso não é da nossa conta.
Aquando da criação desta peça, um crítico teatral chamava a atenção para o facto das verdadeiras criadas não falarem como as da minha peça: que sabeis vós disso? Eu pretendo o contrário, pois se fosse criada, falaria como elas. Em certas e determinadas noites.
Pois as Criadas só assim falam em certas e determinadas noites: tem-se que surpreendê-las, quer na solidão, quer na de cada um de nós”…

Jean Genet Como representar as Criadas


Produção 56 do Teatro Experimental do Funchal