A Estrela Perdida
de Magda Paixão a partir da história A Estrela Perdida de Francisco Fernandes

Em exibição

8 maio a 3 junho 2011
Cine Teatro de Santo António

Classificação etária

Maiores de 3 anos

Duração

1 Hora
(aproximadamente)

Encenação
Eduardo Luíz

INTÉRPRETES E PERSONAGENS

Ana Graça | Estrela Perdida
Daniel Nascimento | Pescador e Pirata
Duarte Nunez (voz-off) | Ursa Maior e Ursa Menor
Eduardo Luíz (voz-off) | Sol
Élvio Camacho | Lua
Isabel Martins* | Alnilan e Cometa 1
Magda Paixão | Alnitaka e Cometa 2
Mário Rodrigues | Filho do Pescador e Tartaruga
Paula Erra | Mintaka e Cometa 3

* Actriz gentilmente cedida pela Equipa de Animação do Gabinete Coordenador de Educação Artística.

Ficha Artística e Técnica

Encenação | Eduardo Luíz
Música Original e Orquestração | Fernando Almeida
Figurinos | André Correia
Cenografia e Adereços | Décia Isabel
Desenho de Luz | Hélder Martins
Coordenação de Sombras * | Isabel Martins
Direcção de Cena e Contra-Regra | Avelina Macedo e Cristina Loja
Coordenação de Figurinos**, Adereços** e Dispositivo Cénico: Cristina Loja e Avelina Macedo
Apoio Geral | Daniel Nascimento e Mário Rodrigues
Design Gráfico | Dupla DP & Associados S.A.
Confeção de Figurinos | Atelier André Correia
Sonoplastia e Montagem de Som | Eduardo Luíz e Henrique Vieira
Operação de Som | Avelina Macedo
Montagem e Operação de Luz | Hélder Martins
Frente de Casa e Bilheteira | Patrícia Perneta e Élvio Camacho

* Inspiradas nas ilustrações de Helena Berenguer

** Utilização/adaptação de figurinos e adereços, de anteriores produções do TEF.

SYNOPSIS

«… Alnitaka – (harsh) Hey, you, girl! What are you doing here?
Mintaka – (friendly) Don’t mind the hardness in my sister’s voice. Hello, I’m Mintaka (introduces herself).
Alnilan – Alnilan.
Alnitaka – (keeping an unfriendly tone of voice) Alnitaka.
Mintaka – On Earth people say that we are the Three-Marys.
Alnilan, Alnitaka and Mintaka – (chanting as a chorus) Three-Marys, Three-Marys, Three-Marys.
Lost Star – I … I can say that I’m a lost star. I can’t find my place. […]. *

Once upon a time, there was a star that wandered lost in the sky. Despite all the appeals of the Universe, the star knew that wandering was not her destiny. After a few adventures, she finally found her place and, with it, her mission, imagine where, on the tail of a bear. But how did she get there? All she had to do was rub her eyes and count till three to be right in her place, for it was all but a dream of what many, many years ago had happened to her.
* PAIXÃO, Magda, The Lost Star, excerpt of the play.

Most Recent Projects